Blog: Sustentabilidade na Construção Civil – O Enfoque Vai Muito Além das Práticas Ambientais

By | segunda-feira, novembro 29, 2010 Leave a Comment

O mercado imobiliário brasileiro recebeu de braços abertos os conceitos de sustentabilidade, amplamente praticados nos países desenvolvidos. Em um primeiro momento, com desconfiança os empresários viram como mais um ônus para as construtoras e incorporadoras, mas hoje as práticas sustentáveis como as de responsabilidade social, preocupação com a preservação da cultura, da história e mesmo as certificações ambientais (como a LEED e a AQUA), ganham cada vez mais espaço nas corporações do setor.

São empresas inovadoras e preocupadas não somente com seus clientes diretos e investidores, mas com a sociedade e o futuro. Estas empresas incentivam a redução dos impactos nocivos das edificações no meio ambiente e tratam dos cidadãos com responsabilidade e respeito. Satisfazer as necessidades do presente sem comprometer as necessidades das gerações futuras é o que estas empresas esperam. Elas perceberam que podem (e devem) construir e incorporar, mas conservando os recursos existentes e conciliando as demandas econômicas, sociais e ambientais.

As empresas do setor, para alcançarem a sustentabilidade, estão ampliando seus focos não somente para a preservação e a reutilização adaptativa das estruturas existentes, mas considerando no escopo dos projetos o consumo controlado de recursos, o uso de materiais e mão-de-obra regionais, a separação e a destinação de resíduos, uma grande preocupação com a redução de impactos no entorno da construção, o reuso da água, a utilização de energia solar como prioridade (a partir de uma boa localização da edificação no terreno), transparência corporativa, preservação do patrimônio histórico-cultural e foco em geração de renda na região. 

Estas ações em grande parte ainda são voluntárias, mas auxiliam a conscientização da sociedade para os benefícios de práticas sustentáveis, desde ações simples como a adoção de torneiras e descargas de baixo consumo, sistemas de iluminação automáticos, a própria reciclagem de resíduos nos condomínios até a preocupação com a preservação histórica. Nosso desafio é de buscar sempre alternativas para uma construção cada vez mais ético e correta e, que priorize em seus projetos a sustentabilidade de uma forma ampla.

É preciso identificar, analisar e adotar técnicas e visões que transformem nossa realidade em um futuro melhor para nós e para nossos filhos e netos. Entramos em um novo ciclo no mercado imobiliário, ainda mais virtuoso. E, precisamos valorizar as empresas que adotam práticas que apostam em um Brasil pujante economicamente, mas sustentável em uma outra ordem de grandeza.

Post de minha autoria inserido no blog do Instituto IBEI - parceiro. 

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial