Blog: O respeito à diversidade para implantar cidades inovadoras

By | quarta-feira, maio 18, 2011 Leave a Comment


Jaime Lerner abriu a CICI2011 destacando a união de classes e criticando o foco dos investimentos para a Copa do Mundo


O arquiteto e urbanista Jaime Lerner defende que as cidades inovadoras precisam respeitar a diversidade e proporcionar a co-existência. Na palestra de abertura da CICI2011 "Um panorama inovador e sustentável para cidades brasileiras", Lerner arrebatou a plateia ao mesclar o profundo conhecimento de planejamento urbano e seu senso de humor ao relatar suas experiências. "É muito difícil ter uma cidade inovadora se não proporcionar a sociodiversidade. Não é com condomínios e guetos de gente rica de um lado e gente pobre de outro que teremos uma cidade inovadora. Para ser inovadora, tem que fomentar a diversidade, aceitar a tolerância e a diversidade. Onde acontece inovação é onde a diversidade acontece", aponta.

Urbanista chama de picaretagem construção de estádios para a Copa 
Lerner, que foi convocado para um projeto que deve promover a conexão entre metrôs e ônibus para as Olimpíadas de 2016, criticou os gastos com estádios e arenas. De acordo com ele, o problema da Copa de 2014 está na mobilidade urbana, como vias e aeroportos. "O problema da Copa do Mundo não são os estádios, é a mobilidade urbana. O resto é picaretagem para demolir e construir estádios", disse ele em menção clara à fracassada demolição do estádio Mané Garrincha, ontem, em Brasília.

Lerner também criticou o poder público quanto à descontinuidade de projetos urbanos, citando como exemplo o sistema de transporte urbano de Curitiba. "Esse sistema, que está mais sofisticado, tem seus desgastes, mas a solução é simples, com vias exclusivas e rapidez. Mas tem que continuar inovando e não deteriorar o sistema. Há muita criatividade que pode ser acrescentada a Curitiba. Esse sistema foi pensado para 'metronizar' o ônibus e não pode parar de quadra em quadra nos semáforos. Se parar a cada sinal vai sobrecarregar de passageiros os tubos e aí vão dizer que não está mais funcionando", defendeu.

Sistema de transporte precisa ser inteligente
Defensor do sistema de superfície para o transporte público, o palestrante da CICI2011 aponta que outras cidades do mundo estudam expansão do sistema de metrô, mas diz que não é possível atender as cidades através de novas estações de metrô. "Pelo sistema de transporte de Curitiba, circulam 2,3 milhões de passageiros por dia, enquanto o metrô de Londres estuda expansão para atender 2,9 milhões, o que não difere muito de Curitiba. Se está cheio de gente no tubo o sistema de Curitiba é porque a frequência não está certa - critica.

Lerner afirma que, por mais que a cidade seja rica, não vai conseguir construir uma rede complementar e aponta que o futuro está no deslocamento pela superfície. "O segredo da mobilidade está em usar tudo que está à disposição, mas jamais concorrer no mesmo espaço. Não defendo um sistema, mas o metrô tem que começar a ser esperto com menos paradas e estar em sintonia com outros sistemas. Hoje cidades no mundo estão usando o sistema de Curitiba, inclusive Seul, México, Bogotá, enquanto cidades da China e Estados Unidos estão começando a pensar em BRT (Bus Rapid Transit)", enumerou.

Sonhos possibilitam implantar cidades inovadoras
Lerner, que tem percorrido o mundo em encontros junto a prefeitos, governadores e presidentes, aponta que os problemas são comuns a todas as cidades, como mobilidade, segurança, atenção à criança, entre outros. Para construir uma cidade inovadora, no entanto, ele costuma perguntar qual o sonho dos administradores e que não tenha relação com os problemas enumerados. "Sem sonho, uma cidade não pode ser inovadora. O que faz acontecer um sonho coletivo, como se muda uma realidade", indaga. Segundo ele, é preciso propor um cenário, uma ideia. Inovar é começar. "A proposta inicial precisa nascer da comunidade, dos responsáveis políticos, não importa, uma proposta complementa a outra", assinala.

Para quem aspira a alcançar o estado de arte de Lerner, ele finaliza com um conselho: "Toda as vezes que você não conseguir realizar o sonho, não precisa se frustrar. Tenha certeza de que, se você se dedicar profundamente a esse sonho, o sonho vai dar uma volta e vai voltar e te dizer: Lembra de mim, eu sou seu sonho".

Saiba mais (vídeo).

Fonte: Assessoria de Imprensa do SISTEMA FIEP
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial