Enfim o Mercado Imobiliário Norte-americano Volta a Se Recuperar

By | segunda-feira, setembro 24, 2012 Leave a Comment


Dados recentes da NAR , Associação Nacional de Corretores do Estados Unidos, mostraram que houve aceleração nos preços dos imóveis no mês de agosto. O índice subiu 7,8 pontos percentuais com relação à julho deste mesmo ano. A taxa anual é de 4,82 milhões de unidades. Além disto, já há um equilíbrio dos estoques em vários regiões dos Estados Unidos, o que é bom para o mercado.


Entretanto, segundo o economista-chefe da NAR, Sr. Lawrence Yun, o "Leste e a Flórida estão sofrendo escassez nos estoques, o que acaba colocando pressão sobre os preços." Claro que as condições de financiamento ainda são complicadas, mas o tempo médio de um produto no mercado foi de 70 dias em agosto, bem abaixo dos 92 dias de agosto de 2011. Cerca de 32 por cento das casas vendidas em agosto estavam no mercado há menos de um mês, enquanto 19 por cento estavam no mercado há seis meses ou mais.

A expectativa do Presidente da NAR, o Sr. Moe Veissi, é que "as vendas neste ano cheguem de 8 a 10 por cento acima de 2011".  É o maior ritmo em dois anos. 

Em âmbito nacional, o preço médio para a revenda de uma moradia subiu para 187,4 mil dólares em agosto, alta de 9,5% ante o ano anterior, uma vez que menos pessoas venderam suas casas em condições desvantajosas. 

Vários economistas acreditam que a construção de moradias impulsionará o crescimento econômico este ano pela primeira vez desde 2005. O início de construções avançou 2,3% em agosto ante julho - o dado referente ao sétimo mês foi revisado para um ritmo de 733 mil unidades, em vez dos 746 mil previamente divulgados.

A queda dos preços dos imóveis atingiu o limite, na opinião de especialistas, com uma oferta pequena de propriedades no mercado aumentando os preços em algumas áreas metropolitanas. Além disso, o índice que mede sentimento de confiança do construtor registrou a máxima em seis anos em setembro.

Bom que o mercado está em recuperação. O setor representa cerca de 2,5 % do PIB dos Estados Unidos.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial