Curitiba detém o menor valor do metro quadrado privativo para imóveis novos entre as capitais da Região Sul

By | quarta-feira, novembro 04, 2015 Leave a Comment
Pesquisa realizada pela BRAIN, em parceria com a Ademi/PR, revela que a capital paranaense está atrás de Porto Alegre e Florianópolis em termos de valores nos segmentos residencial e comercial



Visão Geral - Ecoville - Curitiba
Qual a capital da Região Sul do país com o maior preço médio do metro quadrado privativo para os imóveis residenciais novos? Estudo realizado pela BRAIN Bureau de Inteligência Corporativa, em parceria com a Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi/PR), com 35 cidades, revelou que o município de Porto Alegre (RS) lidera o ranking de preços entre as capitais, com metro quadrado privativo de R$ 7.508,00. Na sequência, aparece Florianópolis (SC) e depois Curitiba (PR), com valor médio do metro quadrado privativo a R$ 7.393,00 e a R$ 6.327, respectivamente.

Analisando além das capitais, a cidade com o preço mais elevado para os imóveis residenciais novos foi Balneário Camboriú (SC), com metro quadrado privativo médio a R$ 11.018. O sócio da BRAIN e diretor de Pesquisa de Mercado da Ademi/PR, Fábio Tadeu Araújo, explica que a diferença de preços está diretamente ligada ao padrão dos empreendimentos e à localização. 

“Ainda que Curitiba tenha uma pequena extensão territorial e seja cercada por áreas de preservação ambiental, existem diversas regiões nobres e a oferta de empreendimentos é pulverizada, mesmo em locais mais afastados do centro. Já nas demais cidades, existe a concentração dos lançamentos num único pólo habitacional, o que acaba restringindo a oferta e encarecendo o preço dos imóveis à venda”, avalia.

Em relação ao preço dos imóveis comerciais, Curitiba também detém o menor valor entre as capitais da Região Sul, de R$ 8.820 a média do metro quadrado privativo. A capital Porto Alegre lidera o ranking de preço, com metro quadrado privativo a R$ 11.314. Na sequência, aparece Florianópolis e depois Balneário Camboriú, com metro quadrado privativo de R$ 9.730,00 e de R$ 9.358, respectivamente. “O metro quadrado do imóvel comercial em Curitiba é 9% menor do que em Florianópolis e 22% menor do que em Porto Alegre”, ressalta Araújo.

O presidente em exercício da Ademi/PR, Jefferson Gomes da Cunha, diz que o preço de venda dos imóveis novos em Curitiba, seja residencial ou comercial, ainda é bastante convidativo, mas que o valor das unidades novas tende a aumentar em 2016. “De modo geral, os novos empreendimentos estão sendo lançados a preços maiores do que os edifícios com unidades prontas para morar, em função da elevação dos custos dos insumos da construção, que tem reflexo imediato com as altas de combustíveis e energia elétrica, a alta da inflação pelo aumento do dólar e o aumento da carga tributária. Por isso, para quem dispõe de recursos para a compra da casa própria, esse é um ótimo momento para fazê-lo”, avalia.


Fonte: contato@memilia.com
Maria Emilia Staczuk - Assessora de Imprensa
Fone 41 3333-3298 


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Postar um comentário

Comente com sua conta do Facebook