26 de março de 2013

Prefeitura do Rio interdita Engenhão

Nesta terça-feira (26/03) o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, determinou  a interdição do Estádio Olímpico João Havelange (Engenhão). O Consórcio Engenhão, formado pelas empresas Odebrecht e OAS, detectou falhas na cobertura do estádio, que podem oferecer risco à segurança dos frequentadores em determinadas condições. O laudo foi elaborado por uma empresa alemã.

O Engenhão ficará fechado e só reabrirá quando houver uma solução definitiva. A obra foi executada no governo de Cesar Maia, para os Jogos Panamericanos do Rio de 2007. Custou 380 milhões de reais e tem capacidade para 47 mil pessoas.

Sinceramente, o que esperar dos estádios que serão construídos para a Copa do Mundo de 2014? Uma ducha de água fria!

Eduardo Paes informando a imprensa do ocorrido

Visão geral do estádio

Problema estrutural (GloboCop)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, críticas e sugestões...
Todos os comentários são lidos e moderados.
Grato!