@edvaldocorrea
União de moradores reduz custos em residencial do Minha Casa Minha Vida União de moradores reduz custos em residencial do Minha Casa Minha Vida

União de moradores reduz custos em residencial do Minha Casa Minha Vida

Serviços de atendimento na guarita e de limpeza das áreas comuns são feitos por moradores. 
Medida diminuiu os gastos mensais do condomínio em R$ 11 mil

Os moradores do Conjunto Habitacional Rio Branco I, na cidade de Salto, interior de São Paulo, se uniram para baixar a despesa que mais pesava no condomínio. Reunidos em uma associação, decidiram substituir a empresa de segurança que atuava no residencial e contratar alguns moradores para o serviço de atendimento na guarita. 


De acordo com o síndico, Robson de Jesus, os gastos, que antes alcançavam R$ 18,6 mil por mês, foram reduzidos para pouco mais de R$ 6 mil. “A gente estava gastando muito em segurança e na manutenção do condomínio. Então, resolvemos fazer um mutirão de moradores para reduzir os custos. Temos quatro moradores que trabalham no condomínio”, explicou.

O residencial, que foi entregue em 2013 pelo programa Minha Casa Minha Vida, conseguiu, com a medida, reduzir os custos e ainda gerar emprego aos moradores. 

O próprio Robson é um exemplo. Antes de ser síndico, ele trabalhava como operador de máquina em uma fábrica da cidade. Ficou desempregado e viu no condomínio uma maneira de trabalhar e ainda ficar perto de seus dois filhos. A partir disso, acabou se candidatando à vaga de síndico. “Para mim, é bom que o morador esteja participando de tudo o que acontece aqui. Se a gente quer melhorar, tem que melhorar para todos”. 

Um passeio pelo interior de alguns dos 20 blocos do residencial também revela que a limpeza é fruto de cooperação. Um papel preso na parede do corredor indica o nome e o dia em que cada morador deve fazer a limpeza da área comum do andar. “Com união, podemos fazer daqui um Império. Basta querer”, sentencia Robson.

Fonte: Imprensa CAIXA

0 Comentários