10 de dezembro de 2018

Decoração: Uma sala para você sempre estar bem

Sendo quase sempre o primeiro ambiente avistado quando se entra numa casa ou apartamento, a sala de estar é considerada o cartão de visita de uma residência. Em dos seus mais recentes projetos, o decorado do Residencial Sonnata em Brasília, a arquiteta Juliana Sabatine mostra como levar beleza, aconchego, funcionalidade a esse espaço e ao mesmo tempo agradar diferentes estilos


Considerada o cartão de visita de uma casa ou apartamento, a sala de estar costuma ser é um dos ambientes que mais recebe atenção durante a elaboração de um projeto. E não é por menos, afinal ela é quase sempre a primeira a ser avistada quando alguém chega, é também por onde passa o maior fluxo de pessoas dentro de uma residência, pode ser usada para recepcionar, mas também para o descanso e o lazer. Por esses e outros motivos é importante caprichar na decoração desse ambiente.

Mas montar uma bela e confortável sala é sempre um desafio, tendo-se pouco ou muito espaço. Além da área que se tem disponível, também deve-se levar em consideração o tipo e a funcionalidade da mobília, a harmonização entre cores, tons e iluminação, o uso dos adereços certos que conversem com o ambiente e claro o estilo de quem irá usar a sala. Esse ambiente é o destaque num dos mais recentes projetos da arquiteta Juliana Sabatine.

A profissional assina o decorado do Residencial Sonnata, edificado pela Elmo Incorporadora no Setor Sudoeste no Distrito Federal. No projeto, ela traz uma sala de estar que permite o uso de cores neutras, texturas, acessórios, móveis e, ainda assim, agradar os mais variados públicos. "Como se trata de um apartamento decorado no qual muitas pessoas de estilos variados irão visitar optamos por um pouco de impessoalidade nas cores e utilizamos tons neutros e voltados para o terra", diz ela ao explicar que dar esse ar de neutralidade ao ambiente foi o maior desafio.

Segundo Juliana, o espaço destinado à sala de estar do decorado foi generoso já que foi ampliado, utilizando um dos quatro quartos presentes na planta, totalizando um ambiente com XX m² e apresentando aos visitantes uma nova oportunidade de utilização da sala. A arquiteta diz que se preocupou bastante com a integração dos ambientes e com a dimensão dos móveis. "Como a sala ficou bastante espaçosa demos uma atenção especial à transição de um espaço para outro, deixando a sensação de que há várias opções para utilizar e que a pessoa não fica isolada no ambiente. Demos um grande enfoque para a socialização", justifica.

A arquiteta revela também que com revestimentos, pisos e iluminação - buscou retratar a modernidade e a praticidade do empreendimento, tendo sempre em foco o aspecto do aconchego e do conforto, outras funções do ambiente de estar. "A sala é o reflexo de toda a decoração da casa, por esse motivo nos preocupamos bastante em trazer para ela revestimentos, tapetes e acessórios que retratam modernidade e conforto", esclarece.

Para não errar
Para quem deseja fazer uma decoração especial na sala de estar de um apartamento e não errar, Juliana Sabatine aconselha que é sempre importante haver uma boa dose de integração, ou seja, este ambiente precisa "conversar" com os outros. "Essa dica vale principalmente quando se tem uma sala com muito espaço", acrescenta.

A arquiteta enfatiza que tornar uma sala de estar grande mais aconchegante não significa entupi-la de objetos, móveis e cores. "O recomendado é manter o mesmo padrão nos revestimentos, acabamentos e estofamentos, a divisão dos espaços pode ficar por conta de tapetes ou móveis", sugere. E, para completar o cenário revigorante e agradável que uma sala precisa ter, a arquiteta indica a utilização de quadros e artes nas paredes. De acordo com ela, eles servem de ponto focal, atraindo olhares e expulsando a monotonia de uma superfície lisa demais.





Fonte: Comunicação Sem Fronteiras

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, críticas e sugestões...
Todos os comentários são lidos e moderados.
Grato!